“As remoções estão sendo feitas à força, com indenizações injustas e com uso da violência policial, atingindo famílias que vivem há décadas nesses bairros, para lugares longe de tudo e sem condições de uma vida adequada. O resultado de tudo isso certamente vai ser: mais violência para quem fica, antes e depois que a Copa acabar.” (trecho de nota pública) Por isso os Comitês dos Populares da Copa de